MULHERES 14 de Agosto de 2019 - Por SINTRAJUF/PE

Trabalhadoras fecham Eixo Monumental durante Marcha das Margaridas

Agricultoras familiares, ribeirinhas, quilombolas, pescadoras, extrativistas, camponesas, quebradeiras de coco, trabalhadoras urbanas e dos movimentos feministas e de mulheres indígenas de todo País marcaram presença na 6ª Marcha das Margaridas. O ato ocorrido na manhã desta quarta-feira (14) teve a participação das Margaridas do Judiciário Federal, com a presença do Sintrajuf-PE, representado pelas servidoras Ana Cláudia Nunes (TRF), Jacqueline Albuquerque (TRT) e Kátia Saraiva (TRT). 



O tema do protesto deste ano foi "margaridas na luta por um Brasil com soberania popular, democracia, justiça, igualdade e livre de violência". Na pauta também estão o combate à pobreza, a defesa da previdência pública e da educação, além do enfrentamento aos casos de feminicídios.

O grupo fez passeata entre Parque da Cidade e Congresso Nacional. 



PJU - As Margaridas do Judiciário Federal e MPU participaram também de uma série de atividades com foco na luta contra a reforma da Previdência e em defesa da aposentadoria digna. Na manhã da terça-feira (13), as Margaridas realizaram uma roda de conversas na sede da Fenajufe, sobre as consequências da PEC 6/2019 e os impactos com relação às mulheres. O debate aconteceu com a advogada Yasmin Yogo, da Assessoria Jurídica Nacional da Federação. 



Oficinas - As Margaridas do Judiciário Federal e MPU se unirão às Margaridas de todo o Brasil no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade para oficinas de batucada e de chapéus para confeccionar o material que será utilizado na Marcha das Margaridas, que aconteceu hoje (14).